Do futebol para o Altar

FR

Unknown-3Desde muito cedo, ainda criança aos 6 anos de idade comecei a jogar futebol profissional num clube da minha cidade.

Sempre sonhei em ser jogador de futebol, resumindo a minha experiência; vamos dizer que o meu pensamento era 24 horas o futebol ao ponto mesmo de se tornar uma obsessão e fanatismo se posso dizer assim…, eu vivia só para o futebol e não pensava em mais nada!!!, acordava e me deitava a pensar nisso…

Conheci a Igreja Universal  muito cedo através da minha mãe, aos 9 anos de idade já comecei a ir na igreja, na época na escolinha devido à idade, mas sempre com o interesse de participar também nas reuniões, pois me chamava a atenção a ousadia e o trabalho dos pastores em querer ajudar as pessoas.

Más companhias

Mas como todo o jovem, apesar de já conhecer a igreja, com o tempo fui me afastando da presença de Deus e mesmo indo na igreja não levava as coisas muito a sério e na escola comecei a me envolver com más amizades etc…, até que um dia já com 13 anos comecei a querer me entregar a Deus de verdade, passei pelo processo de libertação, fui batizada nas águas, nasci de novo e recebi o batismo com o Espirito Santo.

O chamado

Unknown

Ainda com 13 anos quase 14, começou a surgir em mim um enorme desejo de servir a Deus, então fui levantado a obreiro da igreja, mas mesmo servindo a Deus como obreiro, continuava a jogar futebol, pois esse era o meu sonho e objectivo seguir a carreira de jogador de futebol profissional, cheguei a jogar com alguns jogadores que hoje são profissionais, com certeza não vou citar os nomes dos mesmos…, aí começou um conflito interior comigo mesmo, pois comecei a ter propostas dos maiores clubes de futebol de Portugal, pois em vários campeonatos era o melhor marcador, etc… e tudo isso começou a chamar a atenção de vários olheiros do futebol.

Até que um dia tive que fazer uma escolha muito difícil naquele época, nunca mais me esqueço eu tinha duas escolhas: Ou seguia a carreira de jogador de futebol ou sacrificava tudo e obedecia ao chamado de Deus para o Altar.

Lembro que tive muitos pensamentos de dúvida, indecisão, minha família em geral, a maioria queria que eu continua-se no futebol pois era um futuro que tinha, aí começou os conflitos, enfim foi uma perseguição psicológica muito grande…, até que de repente decidi, vou deixar tudo para trás, todo o talento e sonhos que tinha sacrifiquei, renunciei e não olhei mais para nada nem ninguém e atendi ao chamado do Altar onde estou até hoje faz uns 17 anos.

Quando Deus nos chama para o Altar é algo inexplicável, pois Ele não escolhe os capacitados e sim capacita os seus escolhidos!!!

Quando nos entregamos 100% no Altar e nos colocamos à sua inteira disposição, Ele nos utilisa e faz de nós um instrumento em suas mãos…, atenda ao chamado de Deus e jamais resista, pois Deus quer te usar além do que você imagina!

Pastor Ruben Dias

 

Laissez un commentaire

Ou remplissez le formulaire ci-dessous.


Votre adresse e-mail ne sera pas publié. Champs obligatoires*